quarta-feira, 10 de fevereiro de 2016

Introdução Alimentar aos 6 meses

É minha primeira vez...
Embora Bel seja minha quarta filha é a primeira vez que começo a introdução aos seis meses, há quase 10 anos eu comecei a introdução do Adrian com três meses e meio, eu precisava voltar ao trabalho e ele tinha na minha opinião que saber comer sem mim, fiz uma introdução de acordo com orientações da pediatra, e assim foi com todos.
Aos três meses e meio ele começou com suco de uma laranja lima, banana maça ou prata, meia maça argentina ou um quarto de mamão papaya. Além de papinha e mingau de maisena, mas era apenas nos momentos em que estava com o pai e a vó, quando eu estava em casa ele mamava leite materno em livre demanda, apenas aos seis meses começamos com as papas salgadas devido ao desempenho renal não deve-se oferecer nada com sal antes dessa idade.

A introdução pode ser estressante em muitos aspectos para a mãe e para o bebê. Primeiro porque o bebê não sabe comer, sabe apenas mamar e o mecanismo é diferente, segundo porque nem sempre a mãe sente-se segura em como e o que oferecer para o bebê.

Eu percebi que quanto mais tarde a introdução mais efeitos ela tem, a dificuldade foi e está sendo maior, ela ficou irritada até "aprender" comer, percebeu que quando se alimentava mamava menos e isso fez da hora da alimentação uma encrenca.

Sempre fiz a introdução com papas processadas e dando talos de verduras, pedaços de cenoura, de maça para que eles pegassem e chupassem. Quando ela começou a comer fui introduzindo pedacinhos, a papa processada misturada com pedaços, agora após um mês ela já come as coisas amassadas.

Dicas importantes:
*reconheça os sinais e estabeleça os melhores horários, se o bebê estiver com sono por exemplo, vai preferir mamar;
*dê o mesmo alimento por três dias seguidos e observe, variações de humor, funções do corpo aparecerão e é importante você saber o que acontece quando consomem determinados alimentos;
* paciência até os 8 meses a quantidade de 3 á 5 colheres de sopa é uma quantidade aceitável para duas refeições.
* faça aos poucos e procure que seja um momento interativo e tranquilo a hora da alimentação;
*procure levar o bebê junto enquanto prepara o alimento, conversando e explicando a importância de comer, eles entendem tudo.
* não force, não há necessidade de forçar a alimentação em um bebê de seis meses que ainda mama, eles precisam de tempo para assimilar que o esquema tá mudando;
*ele ver você e demais pessoas comendo é de grande ajuda, exemplo sempre é uma forma ótima de ensinar.

Aqui comecei com o lanche da manhã e o lanche da tarde, e mama em livre demanda.
Depois acrescentei almoço e por último janta, estava sendo um martírio, ela ficava irritada toda vez que ia comer, por isso agora dou apenas almoço e uma fruta no final da tarde, tem dias que dou uma fruta pela manhã depende da hora que ela acorda. Bel ainda mama muito leite materno e vamos devagar, uma hora ela irá comer, com fé que vai, risos.

Bem segue o prato que ela deverá comer até os oito meses, achei bacana porque tem os alimentos que podemos substituir,
Verduras: Acelga, agrião,aipo,alface,almeirão,brócolis,chicória,espinafre,couve, couve-flor,mostarda, repolho, rúcula.
Legumes: cenoura,beterraba,abobrinha,abóbora,pepino.

Sugestões de papinha salgada:
batata+couve+carne moída
arroz+lentilha+cenoura+carne bovina
polenta mole+folhas verdes+feijão

Nenhum comentário:

Postar um comentário